O Portal em movimento

O Portal em movimento

Ministério Público é acionado contra Arthur do Val e MBL após áudios sobre ucranianas

Photo Press / Folhapress

A organização do movimento negro Uneafro Brasil acionou o Ministério Público de São Paulo após o vazamento de áudios de teor sexista atribuídos ao deputado estadual Arthur do Val (Podemos). A entidade afirma haver neles indícios de “de atuação do deputado em incentivo ao turismo sexual”.

As mensagens, que supostamente teriam sido enviadas pelo pré-candidato ao Governo de São Paulo durante viagem à Ucrânia, começaram a ser compartilhadas em grupos de WhatsApp nesta sexta-feira (4). Nelas, o parlamentar teria afirmado que as ucranianas são “fáceis” de pegar por serem pobres -e que a fila de refugiados da guerra tem mais mulheres bonitas do que a “melhor balada do Brasil”.

Na denúncia, a Uneafro também pede que o Ministério Público investigue se há ligação entre o MBL e grupos da extrema direita ucraniana, associados à propagação de ideologia nazista. A entidade rememora o fato de o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) ter afirmado que o nazismo não deveria ser considerado crime no Brasil, durante entrevista ao Flow Podcast.

O documento ainda questiona o fato de Arthur do Val ter publicado, na quinta-feira (3), uma foto em que aparece sentado ao lado de dezenas de garrafas de vidro supostamente destinadas à produção de coquetéis molotov. Segundo o parlamentar, o registro foi feito na Ucrânia.

“Nunca imaginei que um dia nessa vida ainda faria coquetéis molotov para o Exército ucraniano”, escreveu na legenda da fotografia.

“Um deputado estadual publicou uma foto e anunciou que está produzindo coquetel molotov para atacar um país com quem temos relações diplomáticas. E se fosse um deputado negro? Como estaria a opinião pública? O Itamaraty se posicionará? Isso foi acordado com a diplomacia brasileira? Essa viagem é descabida e uma afronta aos eleitores paulistas, que pagam o salário desse deputado”, afirma o cofundador da Uneafro Douglas Belchior.

A entidade também promete entrar com reclamação na Comissão de Ética da Assembleia Legislativa do de São Paulo. Como antecipado pela coluna, a cúpula do MBL já está analisando os áudios atribuídos a Arthur do Val.

Ao retornar ao Brasil, neste sábado (5/3), o deputado estadual Arthur do Val (Podemos/SP), conhecido como Mamãe Falei, reconheceu que o áudio, no qual fala de mulheres ucranianas, foi machista – a gravação foi revelada em primeira mão pelo colunista Igor Gadelha, do Metrópoles. As declarações do político foram feitas no saguão do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

“Foi errado, não é isso o que eu penso. Falei besteira! Sou homem para assumir. Foi um áudio machista, assumo, peço desculpas a todas as mulheres”, disse Arthur do Val. O parlamentar paulista pediu a oportunidade para se defender.

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

01:56:38

Em programa especial sobre os 211 anos de Grajaú, TV Sinteegra On-line desta economia do município

Na manhã sexta-feira (29/04), data comemorativa do Aniversário do Município de Grajaú, neste ano completando 211 anos de fundação,...
- PUBLICIDADE -