A música sertaneja ficou mais pobre nesta sexta-feira com a morte de Chico Rey, que por 35 anos formou dupla com o seu irmão, Paraná. Chico Rey, de 63 anos, tinha problemas renais, passou por um transplante e vinha lutando contra a doença por alguns anos. Ele estava em Maceió (AL) em férias com a família, quando teve um sangramento e foi levado ao hospital. Considerando uma das melhores segundas vozes da música sertaneja, Chico Rey se destacava por ter uma voz firme e com entonação perfeita para a primeira aguda de Paraná.

Junto ao seu irmão, familiares e fãs, Chico Rey deixa escrito para sempre grandes sucessos que marcaram época na música sertaneja, como “Quem será o seu outro Amor”, “Amor Rebelde”, “Canarinho e o Prisioneiro”, “Tranque a Porta e me Beije, entre outros tantos sucessos.

chicorey_e_parana

Veja vídeo