Manifestantes pró e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff protestam na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, separados por um muro montado pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal

O ápice das manifestações em Brasília, de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal, foi às 20h deste domingo (17), quando havia 26 mil pessoas do lado contra o impeachment e 53 mil do lado a favor, totalizando 79 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Neste horário, a votação na Câmara dos Deputados estava perto da sua metade.

Os manifestantes pró-impeachment chegaram primeiro na Esplanada e eram mais de 3.000 no início da tarde, segundo o governo do Distrito Federal. Eles gritavam palavras de ordem contra Dilma, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT, cobrando a interrupção do mandato da presidente.

Manifestantes também se posicionaram no gramado diante do Congresso Nacional, onde foi erguido um muro metálico com mais de 2 metros para separar os dois lados.

Caravanas de outros estados chegaram à capital da República ao longo da manhã e início da tarde. Com justificativa de aumento de público, a PM-DF aumentou o efetivo de 2.000 pessoas utilizado no sábado para 5.000 neste domingo.