O Portal em movimento

O Portal em movimento

Onde o Maranhão mais precisa, tem a Força Estadual da Saúde ajudando na vacinação – Maranhão de Todos Nós

Vacinação em comunidades quilombolas (Gilson Teixeira)

“A gente estava muito ansioso para receber essa vacina e graças a Deus a equipe do governador conseguiu essa oportunidade para os quilombolas”. A fala é da dona Maria de Jesus, representante da comunidade quilombola Sudário I, localizada no município de Pinheiro. Ela está entre as quilombolas maranhenses que já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, dentro da ação de imunização em comunidades tradicionais que vem sendo executada por profissionais da Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma).

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino falou sobre o apoio que o Governo do Maranhão está disponibilizando para acelerar a vacinação nos municípios maranhenses.

“Equipes do Governo do Maranhão estão em todas as regiões do estado auxiliando os municípios na tarefa de aplicar as vacinas contra o coronavírus. Também doamos materiais para todos os municípios”, informou o governador.

Dona Maria de Jesus é apenas uma entre as centenas de pessoas beneficiadas com essa estratégia da Fesma, que tem como foco acelerar a imunização em comunidades quilombolas localizadas em 90 cidades maranhenses.

Proteção de 63% da população quilombola maranhense

Equipes se deslocam até as comunidades que mais precisam (Foto: Gilson Teixeira)

Com atuação na vacinação de comunidades indígenas, equipes da Fesma agora estão percorrendo o Maranhão para garantir a aplicação dos imunizantes em territórios quilombolas, além do registro das doses no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

O Maranhão recebeu 116,8 mil doses da vacina AstraZeneca que estão sendo utilizadas na proteção de 63% da população quilombola do estado. A Fesma trabalha em parceria com os municípios nas localidades onde as comunidades estão.

Para a enfermeira Girliane Mendes, da Fesma, a imunização da população quilombola é uma forma de garantir a resistência desse povo tradicional, que historicamente tem modos de vida próprios.

“O nosso lema de trabalho é muito claro: é estar onde o Maranhão precisa. E uma população tão vulnerável como essa faz parte do nosso foco de atuação, que visa levar mais a quem precisa mais”, destacou a enfermeira.

Nesta semana, a Fesma já percorreu nove cidades, do dia 7 ao dia 9, ajudando na vacinação de maranhenses que residem em áreas de difícil acesso nas cidades de Alcântara, Santa Rita, Acailândia, Santa Helena, Chapadinha, Itapecuru, Pinheiro, Codó e Viana.

Comentários

Comentários

Fonte: Agência de Notícias do Maranhão

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

01:56:38

Em programa especial sobre os 211 anos de Grajaú, TV Sinteegra On-line desta economia do município

Na manhã sexta-feira (29/04), data comemorativa do Aniversário do Município de Grajaú, neste ano completando 211 anos de fundação,...
- PUBLICIDADE -