O Portal em movimento

O Portal em movimento

Projetos socioculturais e econômicos dão vida a casarões no Centro Histórico – Maranhão de Todos Nós

Adote um Casarão tem como finalidade recuperar e promover a valorização do centro da capital (Foto: Divulgação)

Casarões
no Centro Histórico de São Luís vêm recebendo melhorias infraestruturais e
revitalização, com as ações do programa Adote um Casarão. Criado pelo Governo
do Estado, a iniciativa propõe que casarões fechados, abandonados e
deteriorados sejam recuperados para abrigar atividades diversas. No total, 15
imóveis já estão incluídos nas ações do programa. Na lista de atividades que
ocuparão os espaços estão restaurante, shopping, negócios diversos e projetos
socioculturais.

Coordenado
pela Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), o Adote
um Casarão é parte do macroprograma Nosso Centro, que tem como finalidade,
recuperar e promover a valorização do centro da capital. “O objetivo é dar nova
dinâmica a essa área da cidade. São vários prédios públicos sem uso e com as
obras do Adote um Casarão vão se transformar em espaços de interação e
conhecimento, gerando emprego e renda após as reformas. O programa melhora o
cenário do Centro da cidade e preserva o patrimônio”, enfatiza o titular da
Secid, Márcio Jerry.

Estão
inseridos no programa Adote um Casarão: imóveis nas ruas da Palma, Rio Branco,
Santaninha, Portugal, do Ribeirão, da Estrela, do Giz e Praça João Lisboa. Na
Rua da Palma, são três casarões no cronograma de revitalização. Em um deles
será instalada a sede do Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas
(Iesti). A entidade promove e apoia ações de inclusão social, desenvolvimento
sustentável, preservação da identidade cultural, esporte, capacitações e
formações diversas.

“O
Adote o Casarão nos dá a oportunidade de expandir nosso trabalho, levando os
diversos projetos que desenvolvemos para um bairro que reflete a cultura e a
identidade maranhenses e podendo abranger um público diverso, que certamente,
terá ganhos com as atividades propostas. Uma parceria que nos motiva e nos dá
expectativa de sucesso”, pontua o presidente do Iesti, Aziz Santos. Os projetos
do Iesti contemplam áreas como esporte, cultura, educação, saúde e outras. A
previsão é que até o segundo semestre, o casarão 322, na Rua da Palma, já
esteja ocupado pela entidade.

Outros
prédios abrigarão empresa de telefonia, cursos e prédio da Universidade
Estadual do Maranhão (Rua da Estrela); shopping popular (Rua Grande),
restaurante e curso de gastronomia (Rua Portugal), escritório de negócios (Rua
do Ribeirão), espaço de inovação (Rua do Giz) e espaço de atividades criativas
(Rua da Palma), dentre outros.

Quem participa do
Adote um Casarão promove as obras de reforma e manutenção dos imóveis. Podem se
habilitar pessoas físicas e jurídicas. As adoções são feitas por meio de
editais e o uso pode ser comercial e cultural, cedido por 10 anos, renováveis
por mais cinco anos. Além da reforma dos casarões, o programa Nosso Centro
recupera o patrimônio arquitetônico, estimula o uso sustentável da região
central, fomenta a geração de emprego, atrai novos investimentos e amplia a
economia local.

Comentários

Comentários

Fonte: Agência de Notícias do Maranhão

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

01:56:38

Em programa especial sobre os 211 anos de Grajaú, TV Sinteegra On-line desta economia do município

Na manhã sexta-feira (29/04), data comemorativa do Aniversário do Município de Grajaú, neste ano completando 211 anos de fundação,...
- PUBLICIDADE -