A chegada do Centro de Ensino Escolar Indígena Gianni Sartori, contempla a mais de 150 alunos que não precisarão mais sair da aldeia Juçaral, em Amarante, em busca de educação. Com isso, os pais terão mais condições de acompanhar o desenvolvimento das crianças, além de promover a valorização dos costumes indígenas. “Essa escola dentro da aldeia é muito importante para nós, nossos filhos, nossos netos. Sair para escola do não indígena não é bom para nós. Aqui a gente pode valorizar nossos costumes. A gente não quer perder essa cultura que é importante para nós. Aqui a gente olha, avalia nossos filhos”, avaliou o cacique Zezé Guajajara.

Construída pelo Governo do Estado, por meio de uma parceria com as secretarias da Infraestrutura e Educação, a unidade escolar foi entregue no último sábado (15). Para o secretário da Infraestrutura, Clayton Noleto, a iniciativa é uma demonstração da valorização da diversidade e da cultura indígena da gestão Flávio Dino. “Essa iniciativa mostra o respeito do governador Flávio Dino com a comunidade indígena. Contribui para que as crianças tenham mais oportunidades de desenvolver suas vocações e conseguirem obter mais conhecimento para a educação cidadã. Seguimos firmes e em frente para que o Maranhão continue avançando no rumo certo”, destacou.

Angenilda Guajajara, mãe de estudantes do CEEI Gianni Sartori. (Fotos: Janaína Amorim)

Angenilda Guajajara é mãe de estudantes e também é aluna do Centro de Ensino Escolar Indígena Gianni Sartori. Segundo ela, o sentimento é de agradecimento pela escola nova, que conta com toda estrutura necessária para oferecer condições dignas de ensino e aprendizagem. “Eu agradeço pela escola boa que tem para nós e para nossos filhos. Eu agradeço muito. A gente precisava mesmo dessa escola”, disse.

Na escola antiga, a estudante Rayara Guajajara conta que molhava durante o inverno e que não havia cadeira para todo mundo. Realidade que ficou no passado. “Agora a gente tem uma escola boa. Realizamos um sonho. Antes a gente estudava em uma igreja, sentava no chão. Quando chovia, chovia na escola. Agora, temos uma escola boa, organizada… Eu agradeço muito ao Governo do Estado por ter nos ajudado”, acrescentou.

DIA D

Foram sete obras educacionais entre construções, revitalizações e reformas entregues no sábado (15), beneficiando centenas de estudantes em diversas regiões do estado. Receberam obras as cidades de Arame, Amarante, São Luís, São José de Ribamar e Maranhãozinho.