CyanogenMod 12.1 chega em versão incompleta para o Xiaomi Redmi 2

0
760

Cyanogen é o nome de um famoso sistema operacional baseado no Android e disponível para diversos dispositivos, até mesmo alguns modelos que já foram abandonados por suas fabricantes quanto a atualizações. A mais recente ROM do sistema, a Cyanogen 12.1 com Android 5.1.1 Lollipop está lentamente chegando até os celulares Xiaomi Redmi 2.

Graças a um desenvolvedor reconhecido da XDA, ketut.kumajaya, uma ROM já bastante funcional foi compilada para os usuários do mais recente celular da empresa chinesa. O único problema com ele são os bugs persistentes, um erro que impede a câmera frontal de funcionar e certas falhas na emissão de som.

Para aqueles que não conhecem a versão 12.1 do CyanogenMod, o Tudocelular já falou sobre ele previamente. O sistema possui um novo Launcher que ganhou um redesenho que facilita o uso com apenas uma mão. Ele também conta com a chegada do recurso Live Display, por meio do qual os usuários podem alterar o equilíbrio das cores da tela do dispositivo e adaptar o uso para as diferentes condições de iluminação ao longo do dia. Também há uma opção que permite o ajuste automático visando uma maior autonomia da bateria.

Outra nova e importante característica é a integração dos aplicativos de e-mail com o de calendário, que agora interagem nativamente permitindo a sincronização dos compromissos salvos pelo usuário. Também há mudanças no navegador web nativo do sistema Cyanogen, que vão desde a controversa mudança da página inicial para o Microsoft BING, até melhorias na velocidade e gerenciamento do uso da memória RAM. Não foram esquecidas as configurações de segurança e gerenciamento de senhas criptografadas, além da capacidade de escolha do tempo de compartilhamento da localização com determinadas páginas web.

Lembrando que agora, o site da Cyanogen foi reformudo para facilitar na hora de buscar por uma ROM específica. Assim, se você tem um Galaxy Note 4, você poderá buscar pelo nome comercial, ao invés do codinome trltexx. No caso do Galaxy S5, há variantes como kltechn, tlrespr ou mesmo klteduos. Realmente poderia acontecer de você se perder e baixar a ROM errada para o seu modelo, o que acabaria ocasionando em um boot infinito que impediria que o sistema fosse iniciado.