Veja a íntegra da entrevista de Flávio Dino a Mariana Godoy na RedeTV

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi o convidado do programa "Mariana Godoy Entrevista" desta sexta-feira (2).

0
1111

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi o convidado do programa “Mariana Godoy Entrevista” da noite desta sexta-feira (2). Primeiro governador eleito pelo Partido Comunista do Brasil, Flávio Dino iniciou sua fala destacando o que é ser comunista. Para ele, antes de tudo é lutar por igualdade social. “Ser comunista, acima de tudo, é defender a comunhão justa da riqueza”, disse.

Segue abaixo a íntegra da entrevista:

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi o convidado do programa “Mariana Godoy Entrevista” desta sexta-feira (2). O governador afirmou que não pretende reduzir o salário de servidores do estado, principalmente do judiciário, e definiu como “indignação política” seu sentimento com o período em que a família Sarney governou o estado.

O repórter Mauro Tagliaferri abriu o programa com uma matéria especial gravada no estado atualmente comandado por Dino. Tagliaferri mostrou o contraste de uma região rica em paisagens naturais e em cultura, mas que tem sérios problemas de administração.

Primeiro governador eleito por um partido comunista no Brasil, Dino iniciou a entrevista falando em um ‘desejo de mudar’ por parte da população do estado. “Ser comunista, acima de tudo, é defender a comunhão justa da riqueza”, definiu o político.

Sobre o corte nos salários dos servidores públicos, principalmente no judiciário, Dino disse que o corte ainda não ocorreu, o que está sendo julgado é uma ação que tornará obrigatório esses cortes. “Redução de salário no judiciário do Maranhão não houve, e por mim não vai haver”, afirmou o governador.

Dino acredita que às vezes sofre de cobranças injustas, mas que leva em conta os interesses de toda a população do estado. “É natural, há de fato uma crítica muito aguda das sociedades contemporâneas com relação a política”, analisou. O governador citou o exemplo do papa Francisco, que se tornou rapidamente um ídolo popular pois a população tem uma carência de liderança. “O Maranhão tem problemas, a gente vai enfrentar e superar”, finalizou.

Em 10 meses de governo, Dino citou as atividades culturais, inauguração de um grande hospital na baixada maranhense. “A mudança principal é de atitude, de postura; cortamos gastos, privilégios, não existe mais lagosta e caviar no palácio”, disse. O governador também afirmou que a situação na penitenciária de Pedrinhas continua difícil, mas que seu governo faz de tudo para melhorar.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), conversando no programa “Mariana Godoy (Divulgação)

Mariana quis sabe qual conselho Dino daria para a presidente Dilma hoje: “Ela enfrenta uma grave crise política. Ela busca neste momento estabilizar sua relação com o Congresso Nacional. Este seria o primeiro capítulo. O segundo, que eu acho mais importante, é retormar a governabilidade social, ganhar de volta a confiança dos brasileiros”, disse.

Sobre a situação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, Dino disse que o tempo deve resolver a atual situação do político.

O governador disse que a CPMF é um “tributo que tem muitas virtudes”, mas sugeriu a correção da alíquota para baixo, “bem calibrada” pode se tornar um caminho para a “retomada”. Dino afirmou que não cometeu atos de nepotismo, e privilegiou funcionários competentes e responsáveis em suas contratações. “O povo reconhece nosso esforço” disse Dino sobre seu governo.

Questionado sobre uma candidatura à presidência, Dino disse que nunca pensou no assunto. “Governar o estado onde eu nasci, cresci, vivi, o estado onde é a parte mais especial do mundo pra mim. Isso é o meu principal objetivo”, afirmou.

Sobre a dor de perder um filho, Dino afirmou que a dor não passa e é sempre presente. “É preciso ter muita crença, muita fé”, afirmou. Marcelo Dino, à época com 13 anos, não resistiu a uma crise de asma e teve uma parada cardiorrespiratória durante internação da UTI do Hospital Santa Lúcia, em Brasília. Na época, a família alegou erro médico.

Dino classificou de “indignação política” o seu sentimento com relação ao governo da família Sarney no estado.

Fã de xadrez, o programa trouxe uma mesa e o jogador Rafael Leitão, sete vezes campeão brasileiro de xadrez, para uma partida com o governador.

Depois, o programa recebeu as crianças do “Kids Festival”, um festival infantil que traz música, dança e alegria para o pequenos e aconteceu no próximo dia 10 de outubro em uma casa de shows em São Paulo. Os garotos do “4 Joy” apresentaram a música “Se Enamora”.

Em poucos minutos de entrevista foi possível perceber que são crianças experientes, todas com participações importantes em novelas de várias emissoras.

Entre elas, estava Gabriella Saraivah, que falou que a atuação lhe possibilita fazer o que realmente gosta na vida, mas lamentou o lado ruim, que a impede de ir a algumas festas, por exemplo.

Ao final do programa, ela cantou ‘Garoto Errado’, composição de Manu Gavassi.