Os grajauenses Darc Raab Souza do Nascimento, 24 anos; Abner Calebe Souza do Nascimento, 20 anos; e Damaris Souza do Nascimento, 22 anos; filhos de Carlos Mineirinho e da professora Francisca Romana, esta, que é diretora da Escola Evangélica Dinalva Barros, atrás da Assembleia de Deus, no bairro Rodoviário em Grajaú, foram vítimas de esfaqueamento na madrugada desta quinta-feira (5) na cidade de Patos de Minas (MG).

O autor do crime bárbaro que aconteceu no Bairro Caiçaras, é Pedro Queiroz Gonçalves, 29 anos; enfurecido o homem começou a discutir com a ex-esposa na garagem do prédio. Darc foi morta com 26 facadas.

A irmã de Darc, Damaris, ouviu os gritos de socorro e desceu a escada correndo, pedindo ajuda. Ela deparou com Pedro, que também a esfaqueou com 20 golpes. Depois, ele foi até o apartamento dos três irmãos e golpeou Abner até a morte com 24 facadas.

Apesar da violência dos golpes, a jovem Damaris foi socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada ao Hospital Regional de Patos de Minas.

Os vizinhos escutaram os gritos de pânico e pedidos de socorro. Um deles viu Pedro dentro do prédio e prestou socorro a Damaris. Depois do crime, Pedro ligou para a mãe dos jovens e contou a barbárie, e ainda gravou um áudio dizendo que vários velórios seriam feitos no dia. Ele foi à delegacia e confessou o crime.

Veja vídeo da confissão do criminoso

Pedro tem uma filha de pouco mais de dois anos de idade, com sua ex-esposa e vítima Darc Raab. A criança se encontra com os pais dele em Brasília. Segundo amigos da família, o relacionamento entre dois durou até a semana passada.

Os irmãos estudavam e trabalhavam em Patos de Minas. Darc cursava Psicologia; Abner Engenharia Elétrica; e Damaris, Engenharia de Produção.

O crime chocou os vizinhos e amigos dos três irmãos, em Patos de Minas. Os corpos das vítimas estão no Instituto Médico Legal (IML) e serão trazidos para Grajaú onde receberão as últimas homenagens dos familiares, parentes e amigos.

Até o fechamento desta, Damaris continuava internada no Hospital Regional de Patos de Minas. Amigos fizeram campanha para doação de sangue.

Veja fotos do crime