O Ministério Público do Estado do Maranhão, a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), o Corpo de Bombeiros, a empresa Gusa Nordeste, a Câmara de Vereadores, Comunidades Indígenas e a Prefeitura de Grajaú realizaram nesta sexta feira, (01/06), no Centro de Ensino Indígena Cacique Raimundo Lopes, na Aldeia Bacurizinho, a cerca de 9 km da cidade, uma audiência pública para discutir e apresentar formas de conscientização para o combate às queimadas que assolam o município no período da estiagem.

Veja as fotos:

 

Comentários

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.