Polícia Federal faz busca e apreensão na casa do senador Edison Lobão

0
460

A casa do Senador e ex-ministro Edison Lobão em Brasília, foi alvo da Operação da Catilinárias nesta terça-feira, 15, realizada pela Polícia Federal (PF) por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). A operação realiza um total de 53 mandados de busca e apreensão em sete estados mais o Distrito Federal.

O senador é investigado por ter sido citado na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Costa. Ele afirma que o senador teria entregue R$ 2 milhões destinados a campanha de Roseana Sarney que disputava o governo o estado do Maranhão em 2010.

A defesa do senador não quis se manifestar, na época que a denúncia veio a tona.
O ex-ministro também é investigado por ter recebido do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, o valor de R$ 1 milhão durante o período em que assumia a pasta de Minas e Energia.

O advogado de Lobão, Antônio Carlos de Almeida Castro, disse que as buscas ocorrem na antiga residência do senador, da qual ele está se mudando, mas onde ainda se encontram a maioria de seus pertences. “Achamos a medida desnecessária, dado o constrangimento, mas é um direito do Ministério Público, que foi autorizado pelo Supremo [Tribunal Federal]”.
De acordo com Almeida Castro, o senador Lobão está tranquilo. “O senador acompanha a medida sem nenhuma preocupação com o que vai ser apreendido.”

Catilinárias

O nome da operação é referência a uma série de discursos proferidos pelo cônsul romano Cícero por volta de 63 a.C. contra o senador Catilina, acusado de tentar derrubar a República.