“A esperança venceu o medo”. Esta frase foi muito
significativa nas palavras de Luís Inácio Lula da Silva quando subiu pela
primeira vez as rampas do palácio do planalto em Brasília como presidente do
Brasil, no dia primeiro de janeiro de 2003. O presidente americano Barak Obama,
primeiro chefe de estado negro dos Estados Unidos, também proferiu várias vezes
esta frase quando assumiu o cargo.
Em nossa realidade de Brasil a esperança de um país ainda
melhor foi concretizada graças ao voto corajoso do nosso povo que tinha perdido
o medo de colocar no poder um presidente que nunca tinha exercido nenhum cargo
do executivo. O resultado disso é que o Brasil continuou melhorando, se
tornando referência econômica até para os países de primeiro mundo.
Em Grajaú acontece da mesma forma. A esperança de uma cidade
melhor, com mais estrutura, mais igualdade, mais justiça, salários em dias, bom
atendimento dos órgãos públicos municipais, melhores condições de saúde,
educação e cultura, essa esperança venceu o medo que a população tinha de tudo
ficar ainda pior.
Eleger o novo gestor para a prefeitura de Grajaú é a
manifestação da crença do nosso povo em uma cidade com melhores condições de
vida. Isto significa acreditar em uma nova era na política local, uma política
feita para o povo, com ideais novos, voltada realmente para o bem estar de
todos. Os grajauenses entenderam que em pleno século XXI não é mais admissível
uma política arcaica, antiga, que não ouve as pessoas, que não respeita o
cidadão, que não está presente onde o povo está.
Portanto, a população do nosso município de Grajaú deixou-se
dominar pela esperança de uma cidade melhor, elegendo para sua administração
algo novo. Esse novo significa uma nova cidade, com todas as características
acima já citadas. Esta esperança venceu o medo.
Por Marcelo Sousa Cavalcante