Por Fúlvio Costa

Você internauta do portal Grajaú de Fato, lembra que no dia 20 de janeiro postamos uma notícia do andarilho grajauense, José Edvaldo Souza Silva, 39, conhecido em Grajaú por “Negão” e irmão de Valdemon Souza? Pois é. Naquele dia, o grajauense se encontrava em Nova Veneza (SC). Hoje, porém, seis meses depois, Edvaldo já está próximo de concluir sua meta: “Conhecer o Chuí”.

As últimas paradas do andarilho grajauense registradas por sites na internet, dão conta de que ele esteve Em Caxias do Sul (RS), Pelotas, Nova Petrópolis, Gramado e Passo Fundo. O próximo destino é o Chuí. Ali ele concretizará o sonho que teve início em 2003, no Cabo Orange, extremo norte do Brasil.

A um portal na internet, no estado do Rio Grande do Sul, Edvaldo revelou que caminha pelo Brasil para pagar uma promessa. Além disso, ele afirma que depois que conseguir seu objetivo, já tem outro preparado: “Quando eu chegar no Chuí retornarei ao Maranhão para junto de meus pais e quatro irmãos. Ali irei escrever um livro sobre esses sete anos de caminhada”.

O andarinho já consumiu quase 20 pares de calçados e cruzou quase 1000 cidades e 70.000 km. Algumas atitudes de Edvaldo revelam nele a sabedoria e sua sede de paz. Ao passar pelo município gaúcho de Nova Petrópolis, o grajauense deixou a seguinte mensagem aos ouvintes da Rádio Imperial FM. “Gosto da vida! Peço aos jovens que sejam de paz, amor, saúde e que gostem de ser felizes. Ao Brasil, paz; ao Rio Grande do Sul, amor; a Nova Petrópolis, vida. Às pessoas que me deram lugar para banhar e comida, muita virtude. Viva o Brasil! Viva os Jovens! Se você ver o peregrino de amarelo com a bandeira do Brasil, ajude com uns trocados e muito amor! É o que eu desejo ao Brasil!”.

Ainda em Nova Petrópolis, uma surpresa para Edvaldo e uma curiosidade para os comunicadores da Rádio. O diretor da emissora, Eugênio Spier, lhe deu um par de sapatos e uma mochila novos. Daltônico, “o andarilho”, como gosta de ser chamado, revelou aos ouvintes que gosta também de ganhar roupas novas, mas nas cores vermelha ou amarela para poder identificá-las. Questionado sobre como voltaria ao Maranhão, Edvaldo respondeu: “Ah! Isso aí é uma surpresa”.

Trajetória
Partindo do Maranhão, o andarilho grajauense já cruzou o Piauí, Pernambuco, Bahia, Ceará, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para registrar todos os municípios pelos quais está passando, Edvaldo envia cartas para amigos que moram em Brasília, sempre que cruza um novo município. “Faço isso porque os selos são registros para que eu possa provar depois”, revelou em Nova Petrópolis (RS).
Leia mais. Acesse nosso portal: http://grajaudefato.com.br