Projeto que teve início em Grajaú em dezembro de 2011, a Operação Encarrilha, com o promotor de justiça Dr. Carlos Róstão Martins Freitas, foi executada pela segunda vez no município de Carolina, onde Róstão hoje responde pelo Ministério Público do Maranhão.

A operação foi realizada na última semana durante o Enduro do Cerrado, evento de motociclismo que ocorre há mais de 15 anos em Carolina. O trabalho foi realizado em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Civil do Maranhão e Polícia Civil de Tocantins.

O objetivo foi promover ações preventivas e garantir a segurança dos participantes e da população. Um grande contingente de policiais foi mobilizado para atuar no município durante o evento. Blitz foram montadas nas três entradas do município.

Segundo o promotor Carlos Róstão, que coordenou a operação, a cidade de 25 mil habitantes recebe durante o enduro aproximadamente 10 mil visitantes. Denúncias de roubos, depredação do patrimônio, poluição sonora e brigas eram constantes nas edições anteriores.

“Não tivemos o objetivo de acabar com a festa. A nossa finalidade foi disciplinar a conduta dos cidadãos durante o evento, de acordo com as normas legais”, afirmou o promotor.

Números da operação
De acordo com dados da Polícia Militar, foram fiscalizados 1078 veículos e 1577 pessoas, sete veículos foram apreendidos, quatro detectados com adulteração de identificação ou com ocorrência de furto ou roubo. Foram, ainda, retidos 20 veículos e recolhidos seis documentos. Os órgãos realizaram também quatro autos de prisão em flagrante e um cumprimento de Mandado de Prisão.