A divulgação dos candidatos selecionados em primeira chamada acontece no dia 11 de junho pelo site do MEC

A partir do dia 6 de junho, às 21h, estarão encerradas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do governo federal. Os candidatos podem escolher até sete opções de cursos oferecidos e que tipo de bolsa quer concorrer: integral, 100 por cento, ou parcial, 50 ou 25 por cento.
Para quem quer tentar bolsas integrais, a renda por pessoa não pode ultrapassar 1,5 salário mínimo, ou seja, R$ 622,50 e R$ 2.490 para uma família de quatro pessoas. Para as bolsas de 50 por cento, a renda familiar, deve ser de três salários mínimos por pessoa R$ 1.245. Se a renda familiar for superior a essa, os candidatos podem tentar as bolsas de 25 por cento.

Só podem concorrer às bolsas os candidatos que fizerem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior, no caso 2007. Os critérios de seleção são feitos por meio das médias das prova objetiva e de redação. Médias menores que 45 pontos são eliminados da seleção de bolsas. Os alunos que concluíram ensino médio em escola privada não podem concorrer ao ProUni, exceto se tiver cursado por meio de bolsa.

. As matrículas poderão ser feitas entre os dias 16 a 27 de junho na instituição que foi selecionado. Algumas faculdades ainda exigem que o selecionado passe por um vestibular.
Financiamento das bolsas parciais

As bolsas parciais poderão ser negociadas pelo Financiamento Estudantil (Fies), linha de crédito do governo federal. Após concluir o curso, o recém-profissional começa a pagar com juros de 3,5 por cento ao ano para licenciatura: normal superior, pedagogia, normal e cursos superiores de tecnologia. Os demais serão cobrados juros de 6,5 por cento.