Evento está marcado para começar a partir das 8h de segunda-feira (12)

Funcionários do Hospital São Francisco de Assis organizaram um manifesto que deverá acontecer na manhã da segunda-feira, (19), a partir das 8h da manhã. Eles irão se manifestar contra o fechamento da maternidade da unidade de saúde que chegou as portas na última segunda-feira (12) devido ao descumprimento do acordo, por parte da Secretaria Municipal de Saúde, com o hospital.

O acordo foi firmado por meio de um Termo de Prorrogação assinado pelo secretário municipal de Saúde, Marquinho Jorge no dia 3 de novembro de 2014 na sede da superintendência da Sociedade São Camilo, mantenedora do Hospital São Francisco, em Fortaleza (CE). Na ocasião esteva presentes o vice-prefeito Abmael Gomes Neto e o vereador Márcio Rolins.

No termo assinado, o município de Grajaú se compromete durante o tempo de prorrogação a avaliar o convênio, e apresentar até a data-limite uma proposta de reajuste nos serviços pactuados, e o hospital se compromete a manter os serviços da maternidade “… a partir da assinatura deste pacto. A conveniada casa de saúde respeitará o prazo elastecido até o dia 12 de janeiro com a continuidade do serviço de obstetrícia e, em nada sendo apresentado pelo município, ocorrerá a suspensão do serviço de obstetrícia, portanto não haverá qualquer interrupção que acarrete danos à população beneficiada durante a presente prorrogação”, diz o texto.

O enfermeiro ainda antecipou que algumas novidades irão marcar o ato. “Algumas novidades durante o percurso irão marcar o nosso manifesto; estamos programando tudo”, declarou.

Manifesto e abaixo assinado

O manifesto pretende começar em frente ao Hospital São Francisco e parar o trânsito no centro da cidade. Ouvido pelo Grajaú de Fato, o técnico em radiologia, Franque Lima Cortez, disse que ao longo do trajeto haverá algumas paradas, onde serão pontuados alguns dados sobre a maternidade que fechou. “Pretendemos mostrar ao povo os motivos do fechamento do hospital. Não queremos guerra, nem disputar nada, mas só defender o que é nosso a tanto tempo”, disse.

Em seu perfil no facebook, Franque postou uma convocação na tarde de ontem aos cidadãos grajauenses. A publicação já conta com 65 compartilhamentos, 84 curtidas e 26 comentários. “Nós funcionários do Hospital São Francisco convidamos toda a população de Grajaú para participar do manifesto em favor do hospital fundado pelo Frei Alberto Beretta, na segunda-feira, dia 19 de janeiro. A concentração vai ser em frente o hospital às 8 horas. Contamos com sua participação. Vista-se de preto e traga toda a família. Não é possível que a maternidade do hospital mais antigo de Grajaú continue fechada por descaso da Secretaria Municipal de Saúde. Vamos mostrar nossa força e nossa voz. Nós já estamos recolhendo abaixo-assinados da população para serem entregues na segunda-feira ao Ministério Público do Estado do Maranhão, é importante que todos colaborem”. Durante o manifesto também serão colhidas assinaturas.

Os interessados podem comparecer em frente ao Hospital São Francisco a partir das 8h da manhã, de segunda-feira (12). Os organizadores pedem que as pessoas vistam camisas pretas.

Em tempo

Logo que soube do manifesto organizado pelos funcionários do HSF, a primeira-dama de Grajaú, Claudia Otsuka, tratou de também organizar um manifesto contra. O evento deve acontecer no mesmo horário, no centro da cidade.