Três índios guajajara já foram vítimas de ataques de motoqueiros em pouco mais de duas semanas

Nesta semana, a Polícia Federal do Maranhão (PF), a pedido do procurador da República no Maranhão, Alexandre Soares, irá se deslocar de São Luís para a região de Grajaú e Arame para investigar a existência de um possível grupo de extermínio de indígenas existente na região.

Até agora a menina M.A, de 6 anos foi morta, no último dia 5, na aldeia indígena Anajá, terra indígena de Araribóia, e na sexta-feira, 23, o casal de guajajara, Itamar Carlos e Deolice Rodrigues foram baleados.

A polícia já identificou um dos suspeitos do crime que, segundo testemunhas, matou a índia M.A, 6 anos, e baleou seu irmão de 12 anos. Trata-se de Manoel Benevides.