Jackson Angelo de Oliveira, estudante de direito e apontado como chefe do esquema; Teresinha de Jesus Sousa Morais; Risélia da Silva Rego e João Lelicírio Neles, que se passava por Raimundo Ferreira da Silva.

Estas foram as quatro pessoas presas na manhã desta quinta-feira, 4, envolvidas em fraudes a instituições financeiras em Grajaú, por meio de uma operação conjunta da Polícia Militar e Civil.

João o primeiro abordado na “boca do caixa” do Banco do Brasil. Foi constatado que o mesmo usava identidade falsa. Para pegar os outros integrantes do bando, a polícia o deixou sair da agência. Policiais civis e militares ficaram de prontidão na Praça Raimundo Simas e, quando Jackson chegou para pegar João, ambos foram presos.

Já na delegacia, a dupla se disse inocente. A polícia, porém, já sabe que o grupo participou de vários golpes. Eles foram presos em posse de vários cartões e documentos de empréstimos dos bancos e nomes da cidade. Raimundo Ferreira da Silva, por exemplo, trata-se de outra pessoa, que depois chegou ao Banco do Brasil e o gerente ligou para o delegado informando que ele se encontrava na agência. O verdadeiro Raimundo foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos.

A polícia pede a quem reconhecer os mesmos através das fotos que, caso saiba de alguém que sofreu aplicação de qualquer golpe, que procure a delegacia para prestar depoimentos. O quarteto já está preso na delegacia de Grajaú e aguarda decisão da justiça.