O atual secretário municipal de educação de Grajaú, professor Antonio Carlos dos Santos Carvalho, comentou o vídeo publicado no Blog do Jornalista Luis Cardoso, de São Luís, no dia 17 de março (CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR AO VÍDEO DA DENÚNCIA). O vídeo mostra uma cena de um suposto desvio do dinheiro da Caixa Escolar destinado as escolas da zona urbana e rural do município de Grajaú, feito através de notas fiscais “frias”. “Não se trata de desvio de recursos públicos e sim de uma denúncia, aonde um funcionário desta secretaria aparece num vídeo, no qual foi gravado em 2009 e publicado agora em março de 2011… Quando tivemos conhecimento desse vídeo, chamamos o funcionário e imediatamente o afastamos da função que ele exerce aqui na secretaria de educação”, disse Antonio Carlos ao ser perguntado sobre o posicionamento da secretaria diante da denuncia. O funcionário Pedro Advincula Barros Neto que aparece no vídeo fazia um trabalho de orientação e prestação de contas do Programa Dinheiro Direto na Escola, o PDDE, que é o dinheiro direto na escola. São recursos enviados pelo Ministério da Educação às escolas para investimentos e melhorias. O secretário de educação afirmou ao Grajaú de Fato que não se trata de desvio de recursos públicos. Questionamos ele sobre a natureza do vídeo. “O vídeo diz que ele estaria cobrando informação para uma determinada escola, mas não se trata de desvio de recursos… Afastamos o funcionário e estamos abrindo uma sindicância para apurar os fatos… Só depois dos fatos é que vamos ver realmente se o funcionário é culpado ou não”, afirmou Carvalho. Antonio Carlos disse também que o prefeito Mercial tem conhecimento do caso e que determinou que fossem apurados os fatos citados no vídeo. O secretário disse que não tem conhecimento da informação de que o Ministério Público de Grajaú deu início ao processo de investigação do caso, no qual Pedro Barros foi chamado para prestar esclarecimento. O secretário informou como se dará o posicionamento da Secretaria Municipal de Educação sobre o fato. “Esperamos na verdade que tudo seja esclarecido… Quem tiver culpa vai pagar pelo seu erro”, finalizou.Vídeo do secretário da educação falando sobre o episódio Vídeo do funcionário da Prefeitura, Pedro Barros, acusado de suposto desvio de dinheiro da Caixa Escolar
CONTINUE LENDO…