O Portal em movimento

O Portal em movimento

(Cidades) Estupro e morte na última noite do Carnaval grajauense


Uma briga entre jovens na Praça Raimundo Simas, por volta das 2h da madrugada, da terça feira de Carnaval, retirou a vida de Bruno Sousa da Silva, 18 anos, residente na Avenida Brasil, bairro Canoeiro. Segundo testemunhas a confusão aconteceu no início da noite, mas Bruno continuou se divertido com os amigos. Júnior, 17 anos, é o nome do autor do crime, que desferiu vários golpes de faca na vítima no meio da multidão.
Depois dos golpes, Bruno caiu foi socorrido por amigos que o levaram ao pronto socorro do hospital São Francisco de Assis. Logo após foi encaminhado para Imperatriz, mas não resistiu e morreu quando teve início uma cirurgia.

A vítima trabalhava na oficina mecânica da Motoca Honda. Segundo amigos de trabalho, Bruno em pouco tempo conquistou a amizade de todos e mostrou ser um profissional competente: “Era um jovem de paz e gostava de brincar e ser amigos de todos”, afirma um dos funcionários da Motoca Honda, que não quis se identificar. Até o momento nem a polícia nem a família de Bruno soube explicar a causa do assassinato.

Missa
Na missa de corpo presente que aconteceu às 16h de ontem, 26, o administrador da paróquia São Francisco de Assis, no Canoeiro, padre Edmilson Ferreira Lima, disse em sua homilia que a Igreja vive o Tempo de Quaresma a Campanha da Fraternidade, cujo tema é “Fraternidade e Segurança Pública”. De acordo com o padre, a morte de Bruno é a oportunidade para as famílias, comunidades, sociedade e autoridades competentes, discutirem as causas que geram a violência em nosso município, bem como o espaço para se repensar os valores que contribuem para que se crie uma cultura de paz nas pessoas.

Num momento de homenagens à vítima, a professora Maria de Lourdes, do Colégio Professor Dimas Simas Lima, onde Bruno estudou, pediu a todos os presentes para se empenharem na construção de uma cultura de paz e para que as famílias sejam orantes.
Bruno morreu na manhã desta Quarta-feira de Cinzas, 25, no Hospital Socorrão em Imperatriz. Seu corpo chegou à sua residência às 22h para ser velado.

O sepultamento ocorreu na tarde de ontem, 26. Além de familiares, amigos, companheiros de trabalho e conhecidos, uma grande multidão participou do enterro do jovem que deixou em sua morte uma mensagem a sociedade de Grajaú: “É preciso que todos trabalhem incansavelmente para que a paz tome lugar diante da violência que a cada dia ganha espaço no município”.

O autor do crime já tem ficha na polícia por furto e tráfico de drogas. Ele mora no bairro Mutirão e se encontra foragido. Segundo informações da polícia, outros jovens estavam envolvidos na confusão, mas ninguém foi preso. A polícia investiga e está em busca dos cúmplices.

Estupro
Ainda na última noite de Carnaval, além de pequenas confusões na Praça, um homem do povoado Remanso estuprou Maria do Socorro, de 65 anos, residente na rua do Areão, próxima a Vila Kennedy. A senhora teve sua casa arrombada, foi estuprada e teve seu corpo cortado. A vítima foi encaminhada para a cidade de Imperatriz. Segundo informações dos vizinhos o homem era conhecido, pois foi inquilino de dona Maria por alguns meses em uma das três casas que aluga próxima à que reside.

Por Francisco Matias e Fúlvio Costa, da Equipe do Grajaú de Fato

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Sicoob Centroleste chega no centro da capital do Estado do Maranhão

Com a presença dos novos associados, membros dos conselhos de administração e fiscal, diretores da cooperativa, funcionários, entidades de...
- PUBLICIDADE -