Itamar foi ferido por motociclistas encapuzados que passavam pela estrada quando ele e sua companheira, Deolice, 30 anos

O guajajara Itamar Carlos, 35 anos, baleado na MA 006, na última sexta-feira, 23, continua internado no Hospital Santa Neusa, em Grajaú. I, seguiam no sentido da aldeia Bacurizinho. Ao verem o casal, os motociclistas pediram que os índios parassem, disparando alguns tiros que atingiram uma coxa de Deolice, que passa bem, e o pulmão de Itamar, que se encontra em estado grave.

Esta semana a Polícia Federal (PF) se desloca de São Luís para Grajaú para investigar a existência de um possível grupo de extermínio de indígenas na região. Com o casal de índios feridos, já se somam três índios guajajara vítimas de ataques de motoqueiros em pouco mais de duas semanas.

A menina M.A, de 6 anos foi morta, no último dia 5, na aldeia Anajá, terra indígena de Araribóia. A polícia já identificou o nome de um dos suspeitos do crime que, segundo testemunhas, matou a índia M.A, 6 anos, e baleou seu irmão de 12 anos . Trata-se de Manoel Benevides.