Na sessão plenária da Câmara Municipal de terça-feira (3) o vereador líder do governo, Zezinho das Motos (PR) criticou duramente as alianças do prefeito Júnior de Sousa Otsuka. “Infelizmente o prefeito tem parado para ouvir muitos bajuladores, e tem esquecido os amigos, e isso tem respingado no nosso governo”.

O parlamentar solidarizou com os vereadores da base do governo, destacando as atitudes de Márcio Lins (PSL) e Jonas das Motosserras (PRB). “Fico triste em ver dois grandes vereadores que se dedicaram e ajudaram a construir esse governo não usarem a tribuna nesta manhã, e que infelizmente não estão sendo respeitados por pessoas da administração municipal que não estão preocupados em ajudar o prefeito Otsuka a administrar nossa cidade; pessoas que não sofreram, que não passaram noites acordadas, e hoje entram nos 45 minutos do segundo tempo e acham que conquistaram seu espaço, mas na verdade são meros oportunistas”.

Zezinho ainda mandou um recado ao prefeito municipal. “Que o Otsuka faça como Barack Obama, pare para ouvir seus amigos, especialmente os que ajudaram a construir seu governo; nossas cobranças são a favor do povo; vossa excelência pode até não gostar, mas vai entender que estamos corretos, pois sempre estivemos do seu lado; em 2008 quando desistiu da candidatura a prefeito de Grajaú, éramos nós que estávamos em sua casa dando apoio; quando perdeu para deputado estadual estávamos lá também, e agora, somos trocados por oportunistas; essa é a indignação dos vereadores desta casa”, atirou.

O vereador também sugeriu que o prefeito sente com a bancada dele para conversar. “Sente com os vereadores que apoiam seu governo, como também com vereadores de oposição, para ouvir as verdades e necessidades da população, e que em 2016 vossa excelência não pague o mesmo preço que o Mercial pagou”, aconselhou.

Por fim, Zezinho disse que, como líder do governo Otsuka na Câmara, tem lutado e colaborado para ajudar a administração municipal. “Na medida do possível tenho tentado ajudar o Otsuka administrar essa cidade, com indicações, projetos, pontuando as necessidades que o povo nos cobra”.

Comentários

Todo o conteúdo exposto por comentários nas matérias deste site é de responsabilidade de seus respectivos autores. Por favor leia nossa Política de comentários antes de comentar.