Esta foi a primeira campanha realizada após o Maranhão ter sido certificado internacionalmente como zona livre de febre aftosa com vacinação

O Maranhão atingiu o índice de 95,28% na cobertura vacinal contra a febre aftosa no rebanho maranhense, com a imunização de 7.243.538 bovinos e bubalinos. Os números referentes à segunda etapa de vacinação, ocorrida em novembro do ano passado, foram divulgados nesta sexta-feira (16) pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima).

Esta foi a primeira campanha realizada após o Maranhão ter sido certificado internacionalmente como zona livre de febre aftosa com vacinação. O presidente da Aged, Sebastião Anchieta, almeja uma participação ainda mais expressiva nas próximas etapas de imunização.

“Nesta campanha, apesar de termos tido que prorrogar o prazo para o criador vacinar seu animal, conseguimos nos manter em um índice acima dos 95%. Esperamos contar com uma participação maior dos criadores para chegarmos a índices iguais ou próximos a 100%”, declarou.

O Maranhão foi certificado como zona livre de febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio de 2014. Com a nova classificação sanitária, o setor pecuário vem sentindo os reflexos positivos como a valorização da arroba do boi, o aumento da comercialização de gado vivo e abatido, além de investimentos de grandes empreendimentos frigoríficos.