HILTON SOUZA
Quando cheguei a Grajaú eu fiquei impressionado.
Com três tipos de comércios que tinha pra todo lado.
E agora vou lhe contar, era salão de beleza.
Açougue por natureza e em toda esquina um bar.
Como sou lindo de nascença e não como carne todo dia.
Dos três comércios que vi, um eu mais frequentaria.
E comecei a beber, no Zuqui, Serra da Mesa.
Aí eu tive certeza, os bares vou conhecer.
Na Praça Raimundo Simas bebi no Bar do Negão.
E lá no Chico Cantídio eu tomei um São João.
Depois no Bar do Pinguim tomei uma amargosa.
Êta pinga saborosa, esta foi feita pra mim.
Visitando a Expoagra, foi na Barraca Central.
No tempo de exposição e lá que é o canal.
Mas não para por aí, se você que brincadeira.
Lá tem uma floresta inteira pra você se divertir.
Bebi na Rodoviária em tudo quanto foi bar.
O no Garganta Gelada do ladinho do Ceará.
Também no Bar do Divino e no Delícias do Sertão.
Declamei e ouvi canção de quando eu era menino.
No Barzinho do Santa Neusa encostei pra ouvir modão.
Sai pro Bar do Cotia e de lá fui pro Canecão.
E fiquei imaginando qual seria o paradeiro. 
Então fui pro Canoeiro pra continuar brincando. 
No Encontro dos Amigos fiz a primeira parada.
Segui pro Bar do Miúdo e tomei uma gelada.
Voltei no Bar do Adão e me lembrei da Fazendinha.
Lá bebi uma caipirinha e me mandei para o Trevão.
De lá fui para a Extrema e entrei no Bar do Pilão.
Eu pedi uma skol latinha me trouxeram uma litrão.
Para não me embriagar e também não perder a linha. 
Dalí fui para a Vilinha ao Bar do Chaga prosear.
Cassando o Caminho de Casa eu voltei pro Canoeiro.
Chegando no Bar do Chefe, topei com um companheiro.
Que estava indo a praça, a um bar que tem cortesia.
Quando o dono aniversaria as pingas todas são de graça.
Este bar é frequentado por meio mundo de gente.
O nome é Bar do Paulo, mas dos cornos por patente.
Tem cifre pra todo lado e um chocalho no portão.
Que faz a recepção de um corno ao ser batizado.
Ouvi som no Nosso Canto e na Toca do Lapixó.
Ao centro fui na Palhoça, no Terraço da Vovó.
E num lugar de bom gosto, de ambiente bacana.
Por nome Porto de Nanana degustei um tira-gosto.
Na Pizzaria Beijo Frio encerrou esta jornada.
De pinga, conhaque, ice, vinho e cerveja gelada.
Deste simples forasteiro e curioso rapaz