O Portal em movimento

O Portal em movimento

Abaixa nível do Rio Grajaú e famílias retornam às suas casas

Nesta quinta-feira, 3, o nível do Rio Grajaú abaixou. As cerca de 30 famílias que ficaram desabrigadas por pouco mais de 24h começaram a voltar às suas casas por volta das 5h da manhã, para avaliar os prejuízos que tiveram com o transbordamento do Rio, limpar a casa e trazer seus móveis de volta. A vida começa a voltar ao normal após as famílias terem ficado com seus móveis na rua. Entre outras ações urgentes, durante a enchente, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) teve que desligar a energia do bairro Trizidela para não causar acidentes [até o fechamento desta, às 17h21, não havia energia elétrica no bairro] e a Guarda Municipal de Grajaú [pau para toda obra] trabalhou como Defesa Civil e agentes de Trânsito.

Confira todas as fotos da enchente; Clique aqui.

Pontes

O nível do rio chegou a cobrir totalmente a passarela da ponte de madeira. Para conter galhos e pedaços de madeira que desciam, a Prefeitura Municipal colocou de plantão alguns agentes para não deixar materiais presos à estrutura da ponte. Muitas pessoas pensaram que desta vez a histórica ponte grajauense iria ser levada pelo Rio, mas, mais uma vez, ela foi salva pela forte estrutura de suas bases.

A “Ponte de Cimento”, na BR-226, também teve uma atenção especial da Prefeitura. Guardas municipais foram colocados de plantão para organizar o tráfego naquela localidade. A força da correnteza do rio junto com o peso dos veículos fez a ponte tremer em vários momentos durante esta quarta-feira.

Prejuízos

Algumas pessoas tiveram prejuízos com as enchentes desta semana. Foi o caso da Margarida da Cruz Santos, mais conhecida por Magá. Ela é dona do “Bar da Magá”, que fica no início da Avenida Antônio Borges, sentido ponte de Madeira – BR-226. A água passou de 1,70m de altura. A comerciante, no entanto, não reclama da situação. “As pessoas que foram afetadas pela enchente estão reclamando e xingando. Eu não faço isso, para quê? Não adianta. Quando Deus quer não tem jeito”, disse Magá à reportagem do GF.

Quem mais perdeu com a enchente foi o dono da Mercearia São José, o senhor José Maria. Toda a mercadoria foi levada pela enchente na madrugada de quarta para quinta-feira. Ele disse ao GF que não pode fazer nada para conter o prejuízo. “Foi tudo muito rápido durante a madrugada e não pude fazer nada”, lamentou o empresário.

No centro da cidade, a água subiu quase na altura da casa da família dos “Barreirinhos”. A Rua Salomão Barros, também foi afetada e os veículos tiveram dificuldades de passar em um trecho da rua.

Clique aqui e veja mais fotos da enchente do Rio Grajaú

Após a enchente, ficaram as marcas da água em várias casas do bairro Trizidela. A última enchente registrada com a mesma proporção desta, aconteceu em 1995, porém, no mês de abril.

Leia mais

Rio Grajaú obriga moradores da Trizidela abandonar suas casas (veja fotos)

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Pré-candidato a vice-governador pelo PT Felipe Camarão envia recado aos amigos de Grajaú

O grupo de apoiadores em Grajaú do pré-candidato a vice-governador do Maranhão na chapa de Carlos Brandão, recebeu nesta...
- PUBLICIDADE -