Um modelo de fisiculturismo americano morreu durante um desafio em que tentava ser mais rápido que um trem na Califórnia. Greg Plitt, 37 anos, fazia um ensaio fotográfico e gravação de vídeo na estação de Burbank quando foi atropelado e morreu na tarde do sábado.

“Os trilhos servem para apenas uma coisa: trens”, disse um porta-voz da Metrolink, sistema de trens da Califórnia, comentando o caso. Plitt é um nome conhecido no mundo fashion dos EUA e é descrito por amigos como um “apaixonado pelo perigo”.

Segundo testemunhas, ele fazia um vídeo para seu site quando foi atingido pelo trem. Ele tentava
vencer uma corrida contra o trem, mas não conseguiu e foi atropelado. “Ele estava apenas tentando obter a melhor filmagem”, disse ao LA Times a namorada de Plitt, Christina Stejskal. “Ele era como o super-homem: queria sempre levar as coisas ao limite”, disse ela, chorando.

Funcionários da Metrolink disseram ontem que Pitt não tinha permissão para fazer a filmagem sobre o trilho. Um amigo dele, Warren Coulter, disse que o modelo possivelmente tropeçou durante a corrida. “Foi um momento estranho em que algo saiu do controle”, acredita. “Tudo que ele sempre fez na vida foi perfeito. Não há dúvida de que foi apenas um erro”.

Investigadores querem saber quem dirigiu a filmagem não autorizada. Eles entrevistaram testemunhas e descartaram a possibilidade de suicídio.