Em uma das paradas do manifesto contra o fechamento
da maternidade do Hospital São Francisco de Assis que aconteceu na manhã desta
segunda-feira (19), o bispo da Diocese de Grajaú, Dom Franco Cuter deixou a sua
mensagem lembrando que o HSFA tem uma missão importante a cumprir.

O bispo lamentou “a pouca atenção e disponibilidade
das autoridades que não enfrentam o problema com seriedade” e disse que isso
acontece porque aqueles que deveriam se preocupar “tem seus problemas políticos
e eleitoreiros, que estão prevalecendo sobre a saúde pública e o hospital”.
Dom Franco comentou também que “as autoridades públicas
de Grajaú não respeitam nem mesmo os acordos que eles mesmos contraíram”. Ele
também lamentou que a população não tenha coragem de se manifestar com a força
necessária para reivindicar os seus direitos. “Apesar de o hospital ser uma
necessidade e uma presença preciosa a toda a população, como vocês sabem,
Grajaú nunca se movimentou e executou uma pressão adequada para que as
autoridades tomem as devidas providências”.
O líder da Igreja Católica na Diocese de Grajaú
também também explicou o que significa uma entidade filantrópica. “É uma pena
as pessoas ficarem indiferentes quando o assunto é continuar o serviço aos
pobres deixado pelo frei Alberto Beretta. O Hospital São Francisco é uma
atividade filantrópica. Isso significa que para sobreviver precisa do apoio e
da colaboração das autoridades, mas precisa também da colaboração e do apoio da
população civil porque filantropia significa a colaboração de todos para
oferecer um serviço de qualidade às pessoas que precisam”.

Por fim, Dom Franco rezou pedindo que a mobilização
desperte as autoridades. “Espero que esta mobilização abra perspectivas e
solução para o bem da saúde e de todas as pessoas que trabalham e estão
preocupadas com o seu emprego e seu futuro. Vamos rezar para que Deus ajude a
todos a refletir com seriedade sobre os problemas e, principalmente, das mais pessoas
necessitadas que precisam desses serviços. Pedimos a Deus pela intercessão de
Nossa Senhora para que as vozes de vocês sejam acolhidas e ouvidas”. 

Assista Vídeo das palavras do Bispo Diocesano de Grajaú, em apoio ao Manifesto. 

,