Passaram-se seis meses desde que este jornal circulou nas mãos da população de Grajaú e Região. Os motivos são diversos e foram necessários para fazer-nos repensar a importância deste veículo como fonte da memória histórica maranhense e colaborador direto do desenvolvimento social e cultural do nosso povo. Tal conclusão chega com a participação (feedback) dos nossos leitores, pois não foram poucas as vezes que nos perguntaram pela próxima edição e lamentaram quando souberam que o jornal dera uma breve parada.

O Grajaú de Fato, como todos costumaram a conhecê-lo, volta com toda a força com a esperança de ser impresso, a princípio, duas vezes ao mês. As dificuldades falam alto, inclusive a falta de parceiros que acreditem nesse projeto, na força da comunicação que pressiona o poder público a trabalhar pelo povo e no objetivo que este tem de ser uma arma da sociedade que luta pelos seus direitos.

A prova é o destaque de capa com a reportagem sobre o fechamento da maternidade do Hospital São
Francisco de Assis que, sem a colaboração da Prefeitura Municipal de Grajaú, não consegue arcar com o pagamento de todas as despesas e, ainda, com os salários de dois profissionais indispensáveis em serviços obstetrícios: um médico obstetra e um anestesista.

Outra novidade na volta deste veículo de comunicação é o novo desenho do jornal. Mais dinâmico, leve e com mais conteúdo por página, as reportagens, notícias e artigos, agora são mais atrativas. A marca Grajaú de Fato também mudou. O verde deu lugar ao azul e o logotipo que parecia confuso para alguns, foi simplificado para melhor comunicar com o nosso público. O jornal agora é impresso na Gráfica do Jornal O POPULAR, de Goiânia (GO). A tiragem por edição, que antes era de 3 mil exemplares, agora aumentou para 5 mil e pretendemos crescer ainda mais.

Internet

Em abril estaremos completando 7 anos de presença na internet. Ao longo desta pequena trajetória, já testamos diversas plataformas, desenhos de páginas, até chegar à conclusão de que o formato blog é o que mais atende o nosso público. Agora, as notícias estão dispostas apenas na página principal, evitando que os leitores tenham que procurar por páginas específicas para encontrar conteúdo. Os anunciantes ganharam uma presença de mais destaque. Da mesma forma, as redes sociais agora possibilitam uma interação de mais qualidade dos leitores. Ainda há muito para melhorar e estamos trabalhando para isso. Não vamos parar.