Da Redação do GF

O governo do Maranhão, por meio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) iniciou hoje, 22, no Instituto Laboro no bairro São Francisco, em São Luis, o curso de capacitação em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI).

O curso está sendo ministrado para profissionais da área de saúde, técnicos de vigilância sanitária, bem como responsáveis por instituições como asilos e casas de apoio à terceira idade. A capacitação acontece para cumprir uma série de normas e padrões para o funcionamento das ILPIs de forma que estas minimizem os riscos à saúde e ofereçam efetiva proteção aos idosos ali residentes.

De acordo com o governo do estado, a Anvisa tem se empenhado em promover a adequação das ILPIs do Maranhão às normas, entre elas, o estabelecimento de requisitos indispensáveis: “O uso de equipamentos de auto-ajuda, como bengalas, cadeiras de rodas; a garantia de acessibilidade às pessoas com dificuldade de locomoção; instalações físicas em condições de habitabilidade, higiene”.

Onze instituições da natureza das ILPIs, do Maranhão, passaram por inspeção, das cidades de São Luís, Imperatriz, Balsas , Pio 12 , Barra do Corda, Grajaú, Caxias, Vitória do Mearim e Rosário.“A situação encontrada não foi boa, algumas ILPIs estão em péssimas condições o que se justifica não apenas pela falta de capacitação das pessoas que ali trabalham, mas também pela deficiência de financiamento, pois muitas delas sobrevivem apenas de doações, o que torna difícil o cumprimento da RDC”, disse o superintendente da Anvisa, Arnaldo Garcia.

As instituições irregulares foram notificadas e receberam informações da Vigilância Sanitária. Agora têm um prazo para promoverem as adequações necessárias. A Promotoria do Idoso e Conselhos Estadual e Municipal dos Idosos está acompanhando o trabalho da Secretaria de Estado da Saúde.