O autor de Poema Sujo, o maranhense José Ribamar Ferreira, o Ferreira Gullar, é capa do mês de outubro da Revista Bravo, uma das maiores, senão a maior, publicação mensal sobre cultura no Brasil. Em 12 páginas, a edição traz uma reportagem extensa com o autor, que no mês de setembro fez 80 anos de vida e 60 de poesia. Nas 12 páginas, Bravo trava um diálogo com Gullar, que relembra momentos históricos de sua vida e de como foram escritas várias de suas poesias. “Poema Sujo” (1976); “Na Vertigem do Dia” (1980); e “Meu Pai” (1999), estão entre os poemas relembrados pelo autor. Ele diz exatamente como nasceu cada obra. Em um trecho da reportagem, a Revista dá ênfase ao mais novo Prêmio vencido por Gullar, o Camões, bem como ao seu mais novo trabalho “Em Alguma Parte Alguma”, livro de 144 páginas, da editora Record, que Bravo chama de “um livro esplêndido” e “obra que junta maturidade e vigor em versos como os de “Uma Corola”. Veja vídeo em que Gullar fala de sua mais nova obra. Clique aquiLeia mais