O Portal em movimento

- PUBLICIDADE -[adrotate banner="1"]

MP doa equipamentos clínicos terapêuticos para APAE de Grajaú

Crianças da APAE Grajaú (Foto: Francisco Matias/GF)
Na manhã da quinta-feira (5), o Ministério Público (MP), por meio do
promotor Carlos Róstão Martins Freitas, titular da 1ª Promotoria de
Justiça da Comarca de Grajaú, doou a Associação de Pais e Amigos dos
Excepcionais (APAE) diversos equipamentos para atendimentos
fisioterápicos e terapia ocupacional de mais de 100 crianças atendidas
diariamente na associação.
O MP destinou R$ 3.110,00 reais arrecadados de multas de trânsito para
compra dos equipamentos que segundo Carlos Róstão ainda é pouco diante
da grande necessidade que a associação tem. O promotor informou que
todos os recursos gerados de multas aplicadas no trânsito ou outras
circunstâncias, serão destinados para entidades que promovam serviços
sociais em especial a crianças carentes.
“Elaboramos um projeto para aquisição de equipamentos necessários que
irão proporcionar aos pacientes desta instituição um atendimento de
qualidade, garantindo melhor qualidade de vida e evolução clinica de
cada pessoa, além de proporcionar aos profissionais de saúde da APAE
satisfação em suas atividades.”, disse Alana Lima Coelho, fisioterapeuta
e coordenadora do projeto.
Alana, fisioterapeuta; Cleane e seu filho Luís Fabiano
e outra profissional da APAE (Foto: Francisco Matias/GF).
A fisioterapeuta lembrou ainda, que à
iniciativa só foi possível, graças ao MP que abraçou o projeto e
proporcionou a compra dos equipamentos “Estamos realizando um sonho em
poder adquirir e a partir de agora, utilizar equipamentos essenciais
para atendimentos fisioterápicos e terapia ocupacional de nossas
crianças”.
Para Cleane Nascimento Araújo, mãe de Luís Fabiano, que residente na
Rua Paulo Ferraz, bairro Expoagra, as seções de fisioterapia e terapia
ocupacional foram fundamental para o desenvolvimento de seu filho.
“Estou muito feliz e agradecida pela atitude do promotor Carlos Róstão
em doar esses equipamentos que irão ajudar ainda mais no tratamento de
meu filho que chegou aqui a um no atrás e nem se levantava e hoje vejo
os avanços alcançados pelo trabalho dedicado dos profissionais da APAE”,
afirmou.
Conhecendo
Centro Catequético Frei Daniel Marchi, sede da APAE
(Foto: Francisco Matias/GF)
A APAE de Grajaú funciona há cerca de
cinco anos no Centro Catequético Frei Daniel Marchi ao lado da Igreja
Nossa Senhora de Fátima, bairro Expoagra, atendendo 197 crianças,
adolescentes e jovens com deficiências da cidade de Grajaú. Mais de 10
profissionais atuam no local. Na área da saúde conta com dois
fisioterapeutas, um terapeuta ocupacional, um enfermeiro, um psicólogo e
um educador físico. O atendimento acontece individualmente e grupal na
sala de aula, como também na família por meio da psicóloga e assistente
social.
Segundo Francisca Sales (Chica Sales), coordenadora da APAE é preciso
que a comunidade grajauense seja mais sensível ao sofrimento humano e
ajude na missão da associação que é prevenir e tratar dos deficientes,
promover vida e dignidade para todos.
E deixou um convite aos que desejam colaborar com o trabalho “As
pessoas de boa vontade que queiram ajudar nessa missão nos procure na
sede da APAE ou pelo telefone: (99) 9168-2883, falar com Chica Sales.”,
informou.
Veja as fotos do evento. Clique aqui

Acesse: https://grajaudefato.com.br

Nos siga no Google Notícias
Redação Grajaú de Fato
Redação Grajaú de Fatohttps://grajaudefato.com.br
O portal em movimento, é um jornal online sobre notícias do município de Grajaú e região.

Comentários

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -[adrotate banner="5"]